was successfully added to your cart.

ANEEL aprova 1º projeto de armazenamento de energia em larga escala

  • 0
  • 22 de novembro de 2021

FC News – 22 de Novembro de 2021| Notícia N°1.025

As baterias de lítio serão instaladas na subestação Registro, da ISA CTEEP, em uma área de cerca de 4 mil m²

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (16), o primeiro projeto de armazenamento de energia em larga escala do sistema de transmissão brasileiro.

As baterias de lítio serão instaladas na subestação Registro (SP), da ISA CTEEP, em uma área de aproximadamente 4 mil m², com porte equivalente a cerca de 30 contêineres.

As mesmas terão 30 MW de potência – o que garante o atendimento da demanda máxima do Litoral Sul, de 400 MW, beneficiando em torno de dois milhões de pessoas.

De acordo com a empresa, a tecnologia vai atuar nos momentos de pico de consumo, como um reforço à rede elétrica, assegurando energia adicional por até duas horas, totalizando 60 MWh.

“O projeto é um marco histórico para o setor elétrico e servirá como um laboratório de inovação, promovendo debates sobre como inserir armazenamento de energia em baterias, sobretudo pela sua capacidade de resposta imediata e por sua elevada flexibilidade operativa, necessária à rede de transmissão”, disse Rui Chammas, diretor-presidente da ISA CTEEP.

O investimento autorizado pelo regulador é de cerca de R$ 146 milhões e a previsão de entrega da obra é novembro de 2022, a fim de atender à demanda do Verão a partir de 2022/2023. A RAP (Receita Anual Permitida) devido à implantação do empreendimento será de aproximadamente R$ 27 milhões.

“O armazenamento atua como back-up para manter o suprimento de energia elétrica em momentos de pico de consumo, colaborando para o menor acionamento das usinas térmicas. Com este projeto, reforçamos ainda mais o nosso propósito de gerar valor sustentável”, destacou.

No caso do sistema da ISA CTEEP, há baixo impacto ambiental, pois evitará aplicação de soluções que necessitem de geração a diesel – seriam precisos 350 mil litros do combustível para um uso equivalente, afirmou a companhia.

Ademais, ressaltaram que, com as baterias, será evitada a emissão de 1.194 toneladas de gases de efeito estufa, em dois anos da tecnologia em operação, bem como a realização de obras em áreas de preservação ambiental, como o Parque Estadual da Serra do Mar. Ainda, até a implantação do sistema, há estimativa de serem gerados cerca de 400 empregos diretos.

Fonte da Notícia: Canal Solar

Link da Notícia: http://www.fcsolar.eco.br/2021/11/22/aneel-aprova-1o-projeto-de-armazenamento-de-energia-em-larga-escala/

Leave a Reply